FAQ - Dúvidas Frequentes

ALUNO

Constituem o Corpo Discente do UniEduK os alunos regulares e os alunos não-regulares.

Aluno regular: é o aluno matriculado em curso de graduação.

Aluno não-regular: é o aluno inscrito em curso de pós-graduação, especialização, aperfeiçoamento, de extensão, sequenciais ou em disciplinas isoladas de qualquer um dos cursos oferecidos regularmente pelo UniEduK, nos termos das normas aprovadas pelo Conselho Pedagógico.

Importante: O aluno que não estiver regularmente matriculado não poderá participar de quaisquer atividades acadêmicas. Os professores não poderão autorizar alunos não matriculados a realizar provas ou participar de quaisquer atividades acadêmicas, nem tão pouco permitir que sejam adicionados nomes no diário de classe.

O abono de faltas somente é aceito nos casos previstos em lei, sendo:
Decreto-Lei n. 715/69 (Militar em Reserva):

Todo convocado matriculado em órgão de Formação de Reserva que seja obrigado às faltas a suas atividades civis, por força de exercício de manobras, ou reservista que seja chamado, para fins de exercício de apresentação das reservas ou cerimônia cívica, do Dia do Reservista, terá suas faltas abonadas para todos os efeitos.

Lei n. 10.861, de 14/04/2004 (SINAES), que dispõe em seu art. 7º, §5º:

As instituições de educação superior deverão abonar as faltas do estudante que, em decorrência da designação de que trata o inciso IV do caput deste artigo, tenha participado de reuniões da CONAES em horário coincidente com as atividades acadêmicas.

Procedimento para Solicitação de Abono de Faltas:

O aluno formalizará a solicitação de abono de falta na Central de Atendimento, mediante preenchimento de requerimento específico, acompanhada da documentação comprobatória.

O prazo para ciência do despacho decisório será de 15 (quinze) dias úteis a partir da data da solicitação.

Atenção: Não há abono de faltas por motivo de religião, casamento, morte, viagem, trabalho ou doença.

O Aproveitamentos de Estudos (Dispensa de Disciplina) é o reconhecimento de estudos realizados em cursos superiores, regularmente autorizada ou declarada equivalente em termo de nível, sob validação de carga horária e conteúdos programáticos, permitindo dispensa de atividade/disciplina equivalente, constante no currículo pleno do curso.

Procedimento para solicitação de dispensa de disciplinas por aproveitamento de estudos:

O aluno deverá formalizar pedido na Central de Atendimento até o último dia útil dos meses de fevereiro e agosto.

O pedido somente será encaminhado ao gestor do curso, se estiver acompanhado da seguinte documentação:

- Indicação da disciplina em que deseja aproveitamento;
- Fotocópia autenticada do Histórico Escolar em que conste a disciplina objeto da análise;
- Certificado de conclusão do curso de pós-graduação (quando for o caso), em que conste a disciplina em que deseja aproveitamento e a respectiva carga horária;
- Documento que comprove o sistema de avaliação da instituição de origem, contendo a tabela de conversão dos conceitos em notas, quando for o caso;
- Cópia autenticada ou o original do programa/plano de ensino das disciplinas cursadas com aproveitamento.
O simples requerimento não implica na concessão da dispensa da disciplina, devendo o aluno frequentar as aulas até a decisão do colegiado competente.
O prazo para ciência do despacho decisório será de 15 (quinze) dias úteis a partir da data da solicitação.

O aluno se compromete a cumprir a estrutura curricular vigente no período letivo de seu ingresso, quando efetiva sua matrícula no curso de graduação. Porém, estará sujeito ao reenquadramento da estrutura curricular nos casos de:

- Alteração da estrutura curricular, aprovada pelo Conselho Pedagógico da Instituição;
- Reprovação;
- Reabertura de matrícula para casos de trancamento;
- Retorno ao curso. 

É obrigatória a frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária, por disciplina e/ou demais componentes da matriz curricular, salvo as que possuem regulamento próprio (estágio supervisionado, atividades complementares, atividades prático-pedagógicas, entre outras).

A verificação e registro de frequência são da responsabilidade do professor, porém, o aluno é o único responsável pelo controle de sua frequência, devendo administrar suas prováveis faltas dentro do limite de 25% (vinte e cinco por cento) permitido pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

As faltas são publicadas, mensalmente, por meio do portal do aluno.

Ao final do período letivo, o aluno que não atingir a frequência mínima necessária estará reprovado na disciplina, não cabendo abono ou revisão de faltas do semestre todo.  

Mobirise free creator - Go now